É todo aquele que quer fazer da palavra "CUIDAR" o seu verdadeiro sentido de vida. Este Blog é nosso!
Quinta-feira, 17 de Maio de 2007

 
 
         Gota é um distúrbio do metabolismo das purinas caracterizado por níveis elevados do ácido úrico e deposição de urato (geralmente na forma de cristais) nas articulações e outros tecidos.
 
 
A.   Artrite Gotosa Aguda
1.    Geralmente afecta uma articulação – com frequência, a primeira articulação metatarsofalangiana é chamada podagra.
2.    Outras articulações podem ser afectadas, tais como tornozelo, társicas, joelho; as extremidades superiores são menos atingidas.
3.    Dor, calor, hiperemia e edema do tecido adjacente à articulação comprometida.
4.    Pode ocorrer febre.
5.    Início súbito dos sintomas; a intensidade é grave.
6.    A duração dos sintomas é autolimitada; dura de 3 a 10 dias sem tratamento.
B.    Gota Tofosa Crónica
1.    Ocorre quando a gota aguda é tratada de maneira inadequada ou não é tratada.
2.    Caracteriza-se pelo aparecimento de tofos ou depósitos de ácido úrico em e ao redor de articulações, cartilagem e tecidos moles.
3.    A artrite é de natureza mais crónica, com as crises isoladas sendo menos comuns.
4.    A artrite pode determinar erosões ósseas e deformidades subsequentes que podem lembrar a AR.
C.   Doença Renal
1.    Causada pela hiperuricemia (elevação persistente do ácido úrico no sangue).
2.    Os cálculos renais são compostos de ácido úrico.
3.    Depósito de ácido úrico no tecido renal.
 
 
1.    Cálculo renal de ácido úrico.
2.    Nefropatia do urato.
3.    Artrite erosiva, deformante.
 
 
A.   Dor relacionada com a artrite aguda.
B.    Mobilidade física deficiente devida à artrite.
 
A.   Aliviar a dor
1.    Administrar medicamentos que aliviam a dor e ensinar a sua auto-administração, conforme prescritos.
2.    Incentivar boa ingesta de líquidos para ajudar na excreção do ácido úrico e reduzir a possibilidade de formação de cálculos.
3.    Instruir o paciente sobre a necessidade de tomar os medicamentos prescritos de maneira regular, porque as interrupções no tratamento podem precipitar crises agudas.
B.    Facilitar a mobilidade
1.    Elevar e proteger a articulação afectada durante a crise aguda.
2.    Ajudar nas actividades diárias.
3.    Incentivar exercício e a manutenção de uma actividade rotineira na gota crónica, excepto durante as crises agudas.
4.    Proteger os tofos que estejam drenando, cobrindo e aplicando pomadas de antibiótico, conforme necessárias.


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

13
16
18

25
26

27
29
30


últ. comentários
Olá, primeiramente quero parabenizar o blog, didát...
Existem erros graves neste post. As imagens estão ...
Ouu..Muito bom o seu blog..vs tá de parabénns
Querido colega,È uma imensa alegria ver que futuro...
lindo blog
Muito bom só faltou falar da tripartide
Em breves palavras tenho dito que, a CIPE é uma ev...
Não tem nada há ver. Científicamente não existe ne...
É possivel ter o sindrome do tunel capico sem sent...
Gostei muito do seu blog, também sou estudante.Est...
arquivos